O Olympique de Lyon, onde joga a internacional portuguesa Jéssica Silva, conquistou pelo quinto ano consecutivo a Liga dos Campeões feminina. A equipa francesa voltou a vencer a grande final da prova de clubes mais importante da Europa, ao bater no passado domingo, dia 30, as alemãs do Wolsburgo, por 3-1, na final disputada no Estádio Anoeta, em San Sebastián (Espanha).

Num jogo intenso, mas sem público na bancada, os golos surgiram por intermédio das ações da avançada gaulesa Eugenie Le Sommer (25′), da central japonesa Saki Kumagai (44′) e da médio islandesa Sara Björk (88′). A atacante alemã Alexandra Popp fez o tento de honra da antiga equipa de Cláudia Neto, o Wolfsburgo, aos 58 minutos. 

O Lyon de Jéssica Silva é o recordista de títulos na Champions feminina, criada em 2001. Venceu nas temporadas de 2010/11 e 2011/12, e desde 2015 que não deixa mais ninguém triunfar na maior prova de clubes europeia.

O feito não passou despercebido ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol. Fernando Gomes expressou o seu orgulho pela proeza conquistada por Jéssica Silva, que se encontra a terminar a fase de recuperação de uma rotura total do tendão de Aquiles sofrida ao serviço da Seleção Nacional, em março. 

“Felicito o Olympique Lyonnais pela conquista do título na Liga dos Campeões de futebol feminino e personalizo este voto na Jéssica Silva que se tornou na primeira futebolista portuguesa a sagrar-se campeã europeia de clubes. É uma proeza inédita que premeia o talento, a qualidade e a dedicação de uma extraordinária atleta que, num ano marcado por uma lesão grave, teve hoje a merecida e brilhante recompensa. Trata-se de um feito que nos deixa a todos orgulhosos e que é verdadeiramente inspirador, designadamente para todas as jovens que jogam futebol. Obrigado e parabéns Jéssica!”, congratulou o presidente da FPF.

Deixe um comentário!