A Andreia já teve a mão na Supertaça

Duas certezas no miolo, com um potencial enorme. “patroas” dos meios-campos de Benfica e Sporting, Andreia Faria e Andreia Jacinto já tiveram as mãos na Supertaça que discutem este sábado no relvado do Restelo, já com público nas bancadas.

Foi no lançamento do dérbi que decide o primeiro troféu da época que a dupla de Andreias falou aos jornalistas. “O objetivo do nosso grupo é vencer, em todas as competições. É muito bom poder contar com os adeptos, e estamos muito entusiasmadas, quer nós, quer elas por voltar a sentir essa sensação”, começou por referir Andreia Faria.

O facto de o Benfica chegar já com ritmo competitivo ao jogo no Restelo, ao contrário do Sporting, não é entendido pela médio encarnada como uma potencial vantagem. “Acho que aqui não há favoritos, somos duas boas equipas. Claro que para nós foi muito importante ter estas duas competições, quer o Torneio na Áustria, quer a Champions, mas são coisas distintas. Isto é só um jogo, pode cair para os dois lados, estamos tranquilas”, assegurou.

“Qualidade, as duas equipa têm. Vai decidir-se mais nos pormenores, na equipa que quiser mais”, perspetivou Andreia Faria, que foi taxativa, após uma primeira hesitação perante o desafio lançado: “Que jogadora do Sporting escolhia com as minhas características? A Andreia [Jacinto, ao seu lado], sem dúvida.” Face à perspetiva de formarem em conjunto o meio-campo da Seleção Nacional no futuro, Faria é pronta na resposta: “Acho que é um sonho. desde muito novas que conseguimos chegar à Seleção e isso é muito bom, estamos a conseguir crescer com as mais velhas, que são referências para nós. Permite-nos sonhar de, um dia, podermos jogar as duas juntas e vamos trabalhar para conseguir alcançar esse objetivo.”

Andreia Faria durante o jogo entre Portugal e a seleção do Chipre (Foto: Filipe Amorim / Lado F)

Já Andreia Jacinto começou por ser desafiada a pronunciar-se sobre a renovação que se procedeu no plantel da equipa feminina de futebol do Sporting desde a época passada. “Acho que está a correr muito bem, já estamos juntas há dois meses. Estamos a assimilar bem as ideias da nova treinadora, que muitas jogadoras, sobretudo as que transitaram da formação, da equipa B, já conheciam bem. Temos bons reforços, que trazem maior experiência e estamos a dar o nosso melhor para entrar da melhor maneira”, referiu a médio leonina.

Mesmo face às muitas saídas verificadas no plantel, Jacinto recusa ver uma equipa fragilizada do lado verde e branco. “As saídas são uma coisa normal, no futebol. Tivemos também os nossos reforços, que também trouxeram qualidade. O que vai contar no jogo de amanhã é a atitude e isso nós temos muita”, afiançou, para prosseguir: “O que pode fazer a diferença? A concentração. Aqui, a margem de erro é mínima, por isso temos de estar muito concentradas e focadas no jogo.”

Andreia Faria e Andreia Jacinto Estiveram no relvado do Restelo onde discutem a Supertaça (Foto: Tiago Tavares / Lado F)

O Sporting realizou um treino de adaptação ao Restelo – o Benfica abdicou – e Andreia Jacinto pronunciou-se sobre o palco que vai voltar a pisar. “Para já, este troféu ficaria muito bem no Museu do Sporting (risos). Este é um estádio muito bonito para receber um grande jogo, que vai ser bom de seguir. O relvado está um pouco alto, mas acho que ainda vão cortar a relva, estamos preparadas para o jogo”, garantiu.

O público nas bancadas foi uma perspetiva que fez Andreia Jacinto soltar um largo sorriso. “Sim, os adeptos trazem outra luz ao futebol e nós já estávamos cheias de saudades de os termos nas bancadas e vai ser ainda mais especial se os tivermos aqui a apoiar por nós”, assegurou. Ainda havendo bilhetes disponíveis de ambos os lados, ficou o desafio a Andreia Jacinto para convencer os adeptos a comparecer no Estádio do Restelo. A leoa não se fez rogada: “Vão ver um jogo muito disputado, competitivo, acho que vai ser lindo de se ver. Acho que nos deviam vir apoiar, porque vai ser mesmo incrível.

Sobre a eventualidade de formar com a homónima Faria o meio-campo da Seleção no futuro, Andreia Jacinto foi pragmática: “Eu gostava, mas temos de continuar a trabalhar para isso, a aprender com as mais velhas para ver se qualquer dia podemos partilhar o relvado juntas. Eu gostava muito.”

Andreia Jacinto frente à Rússia (Foto: Filipe Amorim / Lado F)

(Foto: Tiago Tavares / Lado F)

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

AD Pastéis festeja título de campeão

Na reedição da final do ano passado, a AD Pastéis venceu o Sótão por 3-2 e ergueu o troféu de campeão nacional de futebol...

Recordes, recordes e mais recordes

Esta época, o futebol feminino bateu muitos e importantes recordes. A época começou com um novo acordo entre a UEFA e a DAZN para transmissão...

“Em união e garra ninguém nos vence”

A Seleção Nacional de futebol de praia terminou a primeira etapa da Liga Europeia com registo de duas vitórias (Chéquia e Itália) e uma...

Traídas nos penáltis

A Seleção Nacional de futsal feminina perdeu com a Espanha no desempate por penáltis a final do Europeu, em Gondomar, após a igualdade registada...

Fofó não sobe à I divisão

Decisão já expectável, o Futebol Benfica não vai participar na próxima edição da Liga BPI. Apesar de ter ganho a final do play-off, diante...

Subida do Fofó decidida na secretaria

O golo de Melany Fortes, que valeu a vitória do Futebol Benfica diante do Ouriense (1-0), pode nada valer. Na final, que decidia a...