Ana, a ‘central promessa’ que passou pela baliza

Atualmente vista como uma das maiores promessas do futebol feminino português, Ana Nogueira, que aos 17 anos é titular indiscutível no eixo defensivo do Fiães, começou a jogar no contexto de desporto escolar, onde jogou como...guarda-redes

Tornou-se um hábito encontrar o nome de Ana Nogueira a cada alinhamento titular do Fiães, onde nem mesmo os seus jovens 17 anos foram impedimento para que tivesse participado em todos os jogos da Liga BPI ao serviço do conjunto do distrito de Aveiro. Foi precisamente por este cenário de crescimento que a jovem se juntou ao clube e deu início…à carreira: a talentosa defensora não precisou de mais de três épocas de futebol de competição para passar a ser aposta segura do clube, o que diz bem sobre o potencial de Ana e da sua margem de progressão na posição que ocupa.

“Comecei a jogar futebol há três épocas, pelo Fiães, e daí em diante nunca decidi abandonar o projeto. Nunca me passou essa ideia visto que me sinto muito bem e desde início, sim, tinha em mente que poderia dar o meu contributo para uma equipa que tanto me tem dado ao longo do tempo que lá estou,” assegura. Antes desse começo a nível de competição, Ana já jogava, mas num contexto menos exigente, jogando na rua e em contexto de desporto escolar: “quando era mais pequena passava tardes e manhãs inteiras a jogar com amigos, aquele futebol de rua.”

“Mais tarde ingressei no desporto escolar, a pedido do meu professor de educação física, onde fui vários jogos a guarda-redes,”
conta. Uma passagem pela baliza que seria efémera pois depressa se percebeu que o seu talento passava mesmo pela posição de defesa central, na qual é vista como uma das jogadoras mais promissoras para o futuro do futebol português tendo em atenção a idade, a experiência já angariada no primeiro escalão e o facto de ser já internacional jovem. Desta forma, qual o próximo passo? Ana Nogueira defende que chegar ao profissionalismo é o objetivo.

Talentosa defensora define como “objetivo claro” a permanência na Liga BPI para o Fiães

Primeiramente, gostava de sair de Fiães com o sentimento de dever cumprido nesta época em que dei tudo por tudo por este enorme clube. E acho que o meu próximo passo seria mesmo esse, sair de Fiães para outros patamares, tentar ingressar nesse tal lado do profissionalismo. Acho que é o desejo de todas as jogadoras que querem fazer do futebol algo sério. Ter ou pelo menos tentar um contrato profissional. É um dos meus grandes objetivos, sem dúvida,” assume. Mas antes de pensar no que poderá acontecer no final da época, Ana dá primazia ao trabalho que há a fazer na época que decorre.

Com efeito, o Fiães ocupa o penúltimo lugar da Zona Norte da fase de manutenção, mas uma vitória pode bastar para que a equipa se coloque num lugar de manutenção. É assim que vê o próximo jogo, como uma verdadeira final. “Claro que sim. Acho que falo por mim e por toda a equipa, temos o objetivo claro de permanecer na Liga BPI e a única maneira de o conseguir, neste momento, é ganhar todos os jogos daqui em diante porque realmente sabemos da importância de uma vitória neste contexto e da maneira que estão as coisas em relação à tabela classificativa,” abordou a jovem e determinada defensora.

O adversário deste domingo para o Fiães será o Cadima, atual último classificado, e Ana Nogueira considera importante começar desde já por deixar o fundo da tabela para trás, visto permitir apenas olhar para cima sem qualquer preocupação sobre o que – e mais precisamente quem – está atrás. “É uma lufada de ar fresco, sem dúvida, deixar esse tal último lugar para trás. Permite-nos, ainda, ‘vincar’ o nosso foco para os lugares cimeiros, que é onde queremos estar,” podendo colocar-se mais próximo já a partir da jornada deste fim-de-semana.

Deixe um comentário!

spot_img
Últimas NOTÍCIAS

Filipa leva ao tapete com a esquerda

Foi na raça, sem desistir, que Filipa Morais recolheu um alívio da defesa do Damaiense e, indiferente à pressão das adversárias, disparou de pé...

À segunda, Catarina espera segurar a manutenção

Desde o primeiro dia de treinos na temporada, muita coisa mudou para o Gil Vicente, que não conseguiu evitar uma 1ª fase abaixo das...

O futuro a acontecer no futebol feminino

Esta época tem sido especial para aquela que é a principal competição europeia de clubes: a Liga dos Campeões feminina.  A eliminação do Lyon nos quartos de final, frente ao PSG, começou a desenhar...

Águila dá asas ao feminino na Colômbia

Na Europa, a cerveja ‘Águila’ será provavelmente conhecida por aquilo que é o seu produto: uma cerveja. Já na Colômbia, a marca é encarada...

Tatiana aconselha-se no campeão europeu

Serão poucas as jogadoras que poderão gabar-se de ter a respetiva carreira monitorizada e acompanhada pelo clube campeão europeu e menos ainda as que...

Leoas fazem treino de captação dos 8 aos 15 dia 22

O Sporting vai realizar treinos de captação para jovens nascidas entre 2006 e 2013 (dos 8 aos 15 anos) no polo que o clube...