André Vale assume: “Maior rodagem foi também maior desgaste e a parte emocional contou”

No final do dérbi entre Benfica e Sporting que ditou a atribuição do primeiro troféu da época para as leoas, foi André Vale, treinador que surgiu na ficha técnica como responsável pelo comando da equipa feminina de futebol do Benfica – tal como na Champions, de resto – a dar a cara pelas encarnadas.

“Ninguém trabalha para outro resultado que não seja vencer, fizemos uma primeira parte de grande qualidade”, começou por referir o técnico.

“Na segunda parte, entrámos a dar tudo. Cometemos dois erros e o Sporting marcou”, constatou.” Temos de dar resposta em todos os momentos, procurámos isso, mas não conseguimos. Vínhamos com maior rodagem competitiva, mas também com maior desgaste, não só devido aos jogos, mas às viagens, observou. “É nas derrotas que aprendemos e ganhamos maior força”, lembrou.

“Vamos aos Países Baixos [defrontar o Twente] para tentar qualificar a equipa para a fase de grupos da Liga dos Campeões”, assegurou o adjunto de Filipa Patão.

Cloé Lacasse ameaçou um punhado de vezes o último reduto das leoas, debalde (Foto: Tiago Tavares / Lado F)

Cloé Lacasse incisiva: “O Sporting ganhou esta batalha, vamos ganhar a guerra”

Já a atacante canadiana Cloé Lacasse, que integra o lote de capitãs encarnadas fez a sua análise ao jogo e à época ao Canal 11, que transmitiu a partida: “Não vou usar desculpas para este resultado, como estar cansadas. Fizemos uma fantástica primeira parte. Tivemos grandes e muitas oportunidades na primeira parte e não marcámos. É algo para aprendermos. Devíamos ter finalizado bem as nossas oportunidades. Agradecemos aos adeptos pelo apoio fantástico que nos deram durante o jogo, a cantar e a apoiar. Quero dizer-lhes que o Sporting ganhou esta batalha, mas nós vamos ganhar esta guerra.”

Pauleta travou um intenso duelo com as leoas (Foto: Filipe Amorim / Lado F)

Pauleta:

Na conferência de Imprensa, quem compareceu foi Pauleta, outra das jogadoras que integram o lote de capitãs do Benfica. “O Sporting fez um bom trabalho na forma como fizeram a pré-época, porque não conseguimos ter nenhuma informação da equipa delas. Obviamente, quando chega uma treinadora nova, as dinâmicas mudam, os processos mudam e tivemos que nos ir adaptando ao longo do jogo”, assumiu a espanhola do Benfica, que, contudo, resume o dérbi noutra perspetiva: “Foi mais pelo que nós errámos, do que isso [a nova estratégia do Sporting]”.

“Sem dúvida que só nos faz crescer, queríamos dar muito este troféu aos nossos adeptos, mas creditamos muito no nosso valor e ainda há muitas coisas para conquistar”, rematou a dona da camisola 21 encarnada.

(Foto: SL Benfica)

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

AD Pastéis festeja título de campeão

Na reedição da final do ano passado, a AD Pastéis venceu o Sótão por 3-2 e ergueu o troféu de campeão nacional de futebol...

Recordes, recordes e mais recordes

Esta época, o futebol feminino bateu muitos e importantes recordes. A época começou com um novo acordo entre a UEFA e a DAZN para transmissão...

“Em união e garra ninguém nos vence”

A Seleção Nacional de futebol de praia terminou a primeira etapa da Liga Europeia com registo de duas vitórias (Chéquia e Itália) e uma...

Traídas nos penáltis

A Seleção Nacional de futsal feminina perdeu com a Espanha no desempate por penáltis a final do Europeu, em Gondomar, após a igualdade registada...

Fofó não sobe à I divisão

Decisão já expectável, o Futebol Benfica não vai participar na próxima edição da Liga BPI. Apesar de ter ganho a final do play-off, diante...

Subida do Fofó decidida na secretaria

O golo de Melany Fortes, que valeu a vitória do Futebol Benfica diante do Ouriense (1-0), pode nada valer. Na final, que decidia a...