Cabeça de Kika indicou caminho para a vitória

Era uma semana complicada com jogos frente a Braga (dois) e a receção ao Famalicão, que o Benfica superou por 3-1. Mais consistente, a equipa de Filipa Patão manteve a liderança, com mais dois pontos que o Sporting (tem um jogo em atraso) e o caminho para o êxito nasceu antes do intervalo, num cabeceamento certeiro de Kika, uma jogadora cheia de talento e que aos 18 anos confirma todo seu potencial.

Frente a um rival com ambições elevadas, o Famalicão sai do Seixal a oito pontos do primeiro lugar, a três jornadas do fim, o que significa que a luta pelo título será a dois, entre águias e leoas.

Na estreia de Tiago Pinto no comando técnico do Famalicão – sucedeu a João Marques – as forasteiras foram uma equipa mais expectante e compacta, com Sara Monteiro como extremo-direito e ainda sem Mylena.

O Benfica não pôde contar com a lesionada Nycole e Marta Cintra atuou na frente com Cloé Lacasse, que aos 9′ cabeceou para defesa de Rute Costa. As águias foram mais pressionantes e aos 12′, após defesa incompleta da guardiã do Famalicão, a remate de Lúcia Alves, Cloé esteve na recarga para nova defesa de Rute.

No minuto seguinte, foi Gi a desviar para o poste um remate de Marta Cintra e aos 36′, Kika, em progressão, disparou ao lado.

Só aos 40′, Letícia foi obrigada a intervir num remate cruzado da goleadora Vitória Almeida. Já depois de nova ameaça de Beatriz Cameirão, aos 45+3′, Kika correspondeu na perfeição de cabeça a cruzamento de Andreia Faria e inaugurou o marcador.

No Seixal, Marta Cintra fez o 2-0. Foto: Filipe Amorim / Lado F

A segunda parte começou com as águias mais acutilantes e aos 55′, depois de passe de Catarina Amado, Kika tirou da frente Mariana Azevedo de forma sublime, serviu Marta, que rematou contra Maurine, evitando o 2-0.

Já com Gabi – voltou após lesão – lançada aos 60′, foi o Benfica quem voltou a estar mais perto do 2-0. Pauleta atirou de fora da área e na recarga, Rute negou o golo a Cloé. Apostado em ampliar, a guarda-redes do Famalicão voltou a estar atenta na baliza, mas nada pôde fazer aos 63′ perante o remate de primeira de Marta Cintra, que faturou após grande trabalho de Cloé sobre a esquerda.

Acabada de entrar, Christy teve uma boa oportunidade para faturar aos 70′, mas cabeceou ao lado.

Sem argumentos, o Famalicão sofreu mais um golo, autoria de Cloé Lacasse, que finalizou com categoria após trabalho individual.

Porém, Andrea Mirón fez o golo de honra do Famalicão, aliás um golaço de fora da área, a bater Letícia aos 85′.

(Todas as incidências da partida a conferir aqui)

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

AD Pastéis festeja título de campeão

Na reedição da final do ano passado, a AD Pastéis venceu o Sótão por 3-2 e ergueu o troféu de campeão nacional de futebol...

Recordes, recordes e mais recordes

Esta época, o futebol feminino bateu muitos e importantes recordes. A época começou com um novo acordo entre a UEFA e a DAZN para transmissão...

“Em união e garra ninguém nos vence”

A Seleção Nacional de futebol de praia terminou a primeira etapa da Liga Europeia com registo de duas vitórias (Chéquia e Itália) e uma...

Traídas nos penáltis

A Seleção Nacional de futsal feminina perdeu com a Espanha no desempate por penáltis a final do Europeu, em Gondomar, após a igualdade registada...

Fofó não sobe à I divisão

Decisão já expectável, o Futebol Benfica não vai participar na próxima edição da Liga BPI. Apesar de ter ganho a final do play-off, diante...

Subida do Fofó decidida na secretaria

O golo de Melany Fortes, que valeu a vitória do Futebol Benfica diante do Ouriense (1-0), pode nada valer. Na final, que decidia a...