Para Ana Seiça, defensora que tem na presente temporada somado muitos minutos de utilização na presente temporada para o Benfica, “todos os pontos contam para o nosso objetivo” pelo que a partir do momento atual “todos os pontos são fundamentais” para que o plantel feminino do Benfica possa garantir a meta a que se candidata desde o início da temporada e que passa por arrecadar o título na Liga BPI, edição 2020/21, que constituiria a conquista do primeiro título nacional para o clube encarnado no que ao historial do seu setor feminino diz respeito.

Como escolha habitual na linha defensiva das águias, Ana Seiça foi esta semana a escolhida para ser a porta-voz do estado de espírito do grupo nas vésperas de entrar em competição na fase de apuramento de campeão, transmitindo um foco e atitude imaculados por parte de todo o coletivo antes do apito inicial para a 1ª jornada desta derradeira fase do campeonato. A jovem defensora mostrou-se preparada para responder com um futebol de qualidade e uma reconhecida polivalência que a levou nomeadamente a ser utilizada como lateral esquerda apesar de alinhar originalmente como defesa central.

Foi, de resto, a posição de lateral aquela em que mais foi utilizada pelo anterior técnico, Luís Andrade, que a utilizou também no eixo num esquema de três centrais ensaiado em Londres perante o Chelsea e desde a mudança técnica que tem sido utilizada com maior frequência na sua posição natural pela atual treinadora principal, Filipa Patão, como de resto sucedeu na partida referente aos quartos-de-final da Taça da Liga, na qual registou 90 minutos de utilização no eixo defensivo perante o Clube de Albergaria.

Defesa reconheceu “tristeza” pela derrota na final da Taça, mas aponta baterias ao Torreense

Nesse encontro em particular, Seiça formou dupla com as duas habituais titulares na posição, Carole Costa e Sílvia Rebelo, que se revezaram entre si. Agora, espera regressar à titularidade ante o Torreense, adversário ao qual reconhece valor. “Defrontámos este adversário na primeira fase, causou-nos alguma dificuldade, mas agora são dias novos, temos uma rotina nova e vamos encarar o jogo para ganhar”, sublinhou a internacional jovem por Portugal, já convocada pelo selecionador nacional Francisco Neto para a equipa A de Portugal, que garante uma equipa plenamente preparada nos aspetos físico e anímico.

Isto apesar do desaire sofrido na passada terça-feira na final da Taça de Portugal. “Estamos focadas, concentradas, a trabalhar para começar com o pé direito e conseguir os primeiros três pontos. Esta é uma fase em que todos os pontos contam e são fundamentais para chegarmos ao nosso objetivo. Claro que sentimos tristeza por não ter ganho a Taça de Portugal, mas continuámos a trabalhar, mudámos o chip e agora vamos para o Campeonato. Queremos ser campeões e vamos focar-nos nisso”, sublinhou Ana Seiça.

De resto, uma defesa ainda jovem mas que já demostrou, em vários momentos, deter a maturidade necessária para ser muito útil ao conjunto encarnado nos seus propósitos, candidatando-se à titularidade na receção ao emblema de Torres Vedras numa partida que, recorde-se, não será disputada no Estádio da Tapadinha, onde se realizaram praticamente todos os encontros do Benfica enquanto visitado, mas sim no campo nº7 do Benfica Futebol Campus no Seixal, o que constituirá uma estreia na presente temporada para as encarnadas.

Deixe um comentário!