Favoritas tombam na Austrália

Sempre pródigo em surpresas, o Australian Open em ténis já registou a eliminação de três jogadoras favoritas à partida e a campeã do ano passado, Sofia Kenin, foi a mais recente e ser afastada de prova

Sempre conhecido, ano após ano, pelas muitas surpresas que motiva por diversos fatores, entre eles pelo forte calor de verão que costuma fazer-se sentir, o Australian Open em ténis volta a ser pródigo em resultados menos esperados que levam várias das favoritas à conquista do torneio a ser afastadas nas rondas iniciais. Após os primeiros três dias de competição, são também três as designadas a ‘tomar’ sendo que uma das surpresas mais notadas constituiu no triunfo de Sorana Cirstea sobre Petra Kvitova, a número 8 do ranking WTA e antiga finalista da edição de 2019.

Kvitova, de 30 anos, acabou por durar pouco na edição de 2021 neste que é tradicionalmente o primeiro Grand Slam do ano civil e tenístico, tudo devido a uma romena experiente e conhecida por todo o circuito pela sua capacidade em vencer qualquer oponente quando atua na plenitude do seu potencial e foi um pouco disso que sucedeu com este triunfo por 6-4, 1-6 e 6-1. Assim, o duelo que concentrava duas jogadoras muito agressivas foi vencido pela que demonstrou maior controlo emocional e acerto no veloz ritmo de jogo que sempre se verificou.

O maior número de erros cometidos levou Kvitova à eliminação naquela que constituía a segunda eliminação de uma jogadora colocada no top 10 mundial a ser afastada do torneio depois de na mesma jornada Bianca Andreescu, que se encontrava na mesma metade do quadro, ter sido também afastada de forma precoce. Assim, Cirstea qualificou-se para a terceira ronda e parece ter-se especializado em defrontar checas… e esquerdinas – depois de Kvitova, terá pela frente Marketa Vondrousova, 19.ª cabeça-de-série e igualmente favorita à partida.

Campeã de 2020 foi afastada e reconheceu não ter conseguido aguentar a pressão

Quem não contribuiu para o lote de eliminações precoces entre as favoritas, mas também esteve perto da saída, foi Ashleigh Barty, que exerceu domínio no segundo ‘set’ mas teve próxima a eliminação quando se viu obrigada a salvar dois ‘set points’ no ‘tie-break’ da partida decisiva. No entanto, a boa forma de Barty, que já leva sete vitórias esta temporada, falou mais alto e ajudou-a a carimbar a passagem e marcar lugar na quarta ronda perante a russa Ekaterina Alexandrova, 32ª do ranking e que afastou a checa Barbora Krejcikova por 6-3 e 7-6 (7-4 no desempate).

Não teria igual sorte a campeã em título Sofia Kenin, que fez mesmo a despedida numa jornada que ficou marcada pela sua derrota surpreendente e consequente eliminação – a norte-americana, número quatro do ‘ranking’ mundial da WTA, não conseguiu ultrapassar Kaia Kanepi, 65ª para a WTA).“Não consegui aguentar a pressão, não estou habituada a esta situação e, por isso, acabei por me ver a jogar a um nível muito abaixo daquele que era necessário para vencer encontros, como o de hoje. Senti-me muito nervosa e nas últimas semanas nunca me senti a jogar o meu melhor ténis.”

“Nunca me senti a 100% neste início de época”
, informou, enquanto não conseguia evitar as lágrimas, Kenin no decorrer da conferência de imprensa que se seguiu à sua derrota. O open australiano segue esta madrugada… e as surpresas estão sempre à espreita.

Imagem: Roland Garros – conta oficial de Twitter

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

Encontradas dez convocadas para o Europeu

Já foram seleciona das as dez jogadoras que vão representar Portugal no Campeonato da Europa de hóquei em patins feminino que vai disputar-se no...

“Saímos daqui com um amargo de deixarmos dois pontos”

Francisco Neto admitiu que Portugal não realizou uma boa primeira parte com a Turquia, encontro de qualificação para o Mundial, que terminou empatado. “Mesmo...

Suzane Pires homenageada pela Turquia

De regresso à Seleção Nacional, Suzane Pires foi homenageada pela congénere da Turquia. A forma como conseguiu conciliar a condição de mãe com o...

Lara Martins chamada à seleção de sub-17

A Seleção Nacional feminina de sub-17 concentra-se esta sexta-feira na Cidade do Futebol, onde dará início a um estágio que inclui dois particulares com...

Vitória não quis nada com Portugal, turcas fizeram a festa

A Seleção Nacional arrancou a campanha de apuramento para o Mundial 2023 na Turquia, onde deixou dois pontos, atendendo ao objetivo assumido de somar...

Sub-19 derrotadas pela Dinamarca

A Seleção Nacional feminina de sub-19 foi derrotada pela Dinamarca (2-0), num particular realizado na Cidade do Futebol. Mille Bech inaugurou o marcador aos...