A 2ª eliminatória da Taça de Portugal criou um imbróglio desportivo que, atendendo ao sorteio ontem realizado pela Federação Portuguesa de Futebol, se mantém. Tudo isto porque ontem, enquanto eram conhecidos os encontros que darão lugar à próxima eliminatória, de repente o Sporting se viu colocado perante um adversário…por definir: ao invés de surgir apenas o Lusitânia de Lourosa, também a AR Meirinhas apareceu representada na indicação que expressava que o vencedor dessa partida receberá, então, as leoas comandadas por Susana Cova.

Uma situação que surpreendeu toda a gente…incluindo os responsáveis das próprias Meirinhas, que depois de terem sido confrontados com um mapa de castigos oficial emitido pelo Conselho de Disciplina da FPF, no qual havia sido decretada falta de comparência, uma multa pecuniária de 102 euros e um impedimento de participação na prova, certamente não esperariam integrar o sorteio para a eliminatória seguinte numa situação inusitada que poderá indiciar que essa pena poderá não vir a ser aplicada e, quem sabe, anulada ou revertida.

Recorde-se que tudo começou…na 1ª eliminatória, quando o Almada afastou as Meirinhas da competição mas acabaria afastado pelo mesmo Conselho de Disciplina da FPF que condenou a equipa da Margem Sul do Tejo a uma derrota administrativa por 3-0 e uma multa pecuniária devido a inscrição irregular de uma atleta (ficha de jogo com 19 jogadoras ao invés das 18 regulamentares), repescando assim as Meirinhas para a fase seguinte, a realizar logo no domingo seguinte em casa do Lusitânia de Lourosa, que por sua vez se apresentou em campo, assim como a equipa de arbitragem…sem que a equipa visitante tenha comparecido. Desta forma, a FPF decretou ‘jogo não iniciado’.

Presidente das Meirinhas teceu críticas à forma como a situação tem sido gerida pela FPF

Para justificar essa falta, a AR Meirinhas indicou, por via do seu presidente, Paulo Pereira, que “nos vários emails que fomos trocando com o Lourosa e com conhecimento da FPF argumentámos a questão quando fomos avisados para ir a jogo. Por parte da FPF, que provocou esta trapalhada toda, apenas recebemos a informação de que o jogo estava agendado e que tinha de se realizar na data prevista (seria o Almada e não nós, pois só soubemos no dia 31/12, às 19h25). Estando no período da passagem de ano, com proibição de circular entre concelhos e com a maioria das jogadoras fora, seria impossível irmos a jogo.“

“Além disto, a questão do transporte foi outro dos factores. Estava tudo encerrado e só reabriam dia 4 de Janeiro. Tentámos adiar o jogo, mas o Lourosa não tinha data disponível até ao dia 27 de Janeiro, dia que a FPF impôs como limite para realizar. Posto isto, deixámos nas mãos da FPF a decisão que quisessem tomar e que dadas as circunstâncias, não tínhamos possibilidade de ir a jogo. No domingo, fui contactado por uma diretora do Lourosa, a questionar se íamos a jogo, pois os árbitros estavam lá para apitar. Respondi que não e que deveriam questionar a FPF sobre esta situação,” conta o dirigente.

Paulo Pereira lamenta a ausência de contactos e informação desde que o clube que comanda não se apresentou a jogo em Lourosa: “enviei email para a FPF, a mostrar mais uma vez todo o desagrado pela situação e até hoje nem resposta, nem telefonema…” Assim, tudo indicava que o clube de Pombal seria afastado de prova…até ontem surgir como possível adversário do Sporting, o que motivou fortes críticas por parte do presidente do clube, que contactado pelo Lado F declarou que “está uma grande confusão, das grandes.”

O mapa de castigos emitido pela Federação Portuguesa de Futebol parecia claro sobre o afastamento da AR Meirinhas de competição…até que este clube surgiu no sorteio da 3ª eliminatória.

Aguarda-se a decisão e as Meirinhas mostram-se prontas para jogar…ainda que não o esperassem

“Levámos o castigo e não percebemos porque ficou assim o sorteio, ninguém responde aos nossos emails e não sabemos mais nada. Até hoje não temos conhecimento se vamos a jogo e quando vamos. Depois de ver o castigo, não esperávamos ver o nosso nome no sorteio. Neste momento enviámos emails para a FPF via AF Leiria, que está a ajudar na resolução da solução, a contestar a decisão e a manifestar descontentamento como esta situação foi tratada. A própria AF Leiria já questionou a FPF e ainda não obteve resposta,” acrescenta Paulo Pereira, mantendo assim aberta a indefinição.

“Queremos uma resposta concreta e um esclarecimento por parte da FPF, como foi possível terem feito isto tudo em cima dos joelhos? Falando português, apenas viram a questão desportiva e esqueceram as questões de respeito e humanas,” acusa o presidente da AR Meirinhas. Assim, até esclarecimento definitivo da FPF, de forma inesperada poderá mesmo haver um jogo que antes havia sido declarado como “não realizado” e nesse sentido a capitã, Marta Maço, anteviu a partida, preparando-se para ir a jogo caso seja essa a decisão.

“Sabemos que é um jogo difícil perante um adversário muito competente, com quatro jogos e três vitórias para o campeonato, sendo que a última foi bastante expressiva…tendo até ao momento já 27 golos marcados e apenas 3 sofridos, o que nos mostra que é um adversário eficiente no ataque e organizado na sua defensiva. Nós vamos com uma nova oportunidade de seguir em frente na Taça e pretendemos dar tudo para seguir em frente na prova rainha, que é sempre o mata-mata em que não há favoritos.”A lateral e capitã das Meirinhas espera assim igualar forças com a equipa nortenha…

E quem sabe surpreender e até levar a melhor na eliminatória. Marta Maço não tem dúvidas: “temos de ser a equipa mais competente, com maior garra e maior vontade de seguir em frente na Taça de Portugal. Lamentamos muito a decisão da FPF em não ter adiado o jogo, porque influenciou a nossa preparação para o jogo e a presença de algumas jogadoras importantes, mas acreditamos muito na nossa equipa e no nosso valor e em como teremos condições para discutir esta eliminatória até ao fim.” Uma eliminatória que já fez correr demasiada tinta até ser conhecida a sua resolução.

Imagem: Hugo Santos/Almada Atlético Clube (página oficial de Facebook)

Deixe um comentário!