Jogadoras mais imunes ao impacto dos campeões europeus de 2018

Estudo da FPF, apresentado por Hélder Postiga, revela as conclusões: as mulheres que já praticavam a modalidade não se deixaram impressionar... tanto com a conquista de há três anos e tinham o fito bem definido: continuar

Hélder Postiga voltou a ser o rosto e a voz de um estudo desenvolvido pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao abrigo do programa Portugal Football Observatory, como se pode ver em baixo.

O estudo, publicado esta segunda-feira, 19 de abril, demonstra que 2018/2019 foi a época que registou a maior percentagem de crescimento da década, no seguimento da conquista do UEFA Futsal Euro 2018 pela Seleção Nacional. A exposição feita pelo diretor da FPF estabelece uma relação direta entre o crescimento de praticantes da modalidade e a conquista do título europeu: 66% dos rapazes e 64% das raparigas que passaram a jogar futsal de forma federada revelaram ter encontrado inspiração na conquista de 2018. Entre os que já praticavam a modalidade, o impacto que os campeões europeus tiveram foi mais distinto: 64% dos rapazes assumiram ter encontrado motivação no feito para continuar a jogar, assim como 49% das raparigas – mais de metade das jogadoras, portanto, declararam que iriam manter-se na modalidade, mesmo que Portugal não tivesse sido campeão europeu.

O crescimento da modalidade na última década ficou demonstrada pelo estudo, assim como a disparidade de praticantes, consoante o género: se em 2020/11 o número de atletas masculinos inscritos na FPF passou de 42 580 para 49 403 em 2019/20, no feminino o registo passou de 6 926 para 7 155 no mesmo período.

Deixe um comentário!

spot_img
Últimas NOTÍCIAS

Escalões A e B do Torreense seguem a mesma estrada

Bem integrado no crescimento sustentado do futebol feminino em Portugal que se tem construído, como é necessário, a partir das bases, o Torreense pretende...

Filipa leva ao tapete com a esquerda

Foi na raça, sem desistir, que Filipa Morais recolheu um alívio da defesa do Damaiense e, indiferente à pressão das adversárias, disparou de pé...

À segunda, Catarina espera segurar a manutenção

Desde o primeiro dia de treinos na temporada, muita coisa mudou para o Gil Vicente, que não conseguiu evitar uma 1ª fase abaixo das...

O futuro a acontecer no futebol feminino

Esta época tem sido especial para aquela que é a principal competição europeia de clubes: a Liga dos Campeões feminina.  A eliminação do Lyon nos quartos de final, frente ao PSG, começou a desenhar...

Águila dá asas ao feminino na Colômbia

Na Europa, a cerveja ‘Águila’ será provavelmente conhecida por aquilo que é o seu produto: uma cerveja. Já na Colômbia, a marca é encarada...

Tatiana aconselha-se no campeão europeu

Serão poucas as jogadoras que poderão gabar-se de ter a respetiva carreira monitorizada e acompanhada pelo clube campeão europeu e menos ainda as que...