Leoas ganham poder de fogo no 25 de Abril

Marcaram quase metade dos 17 golos que levavam na prova na goleada (8-0) imposta ao Albergaria

No dia da Liberdade, as leoas soltaram-se e golearam sem apelo nem agravo o Albergaria. Os oito golos sem resposta com que receberam o Albergaria ganham ainda maior projeção atendendo ao facto que, nos nove jogos que já tinham disputado na fase de apuramento de campeão da Liga BPI, haviam atirado por 17 ocasiões para o fundo das redes contrárias – num só jogo, portanto, o Sporting marcou quase metade dos golos da época.

A história do jogo quase se resume aos golos (e às demais oportunidades desperdiçadas, porque o resultado até poderia ser mais dilatado) e começou a escrever-se bem cedo: aos 2′, na sequência de um canto, Tatiana Pinto aproveitou a sobra à entrada da área para disparar de primeira, de pé esquerdo, sem hipótese para Diana Oliveira.

O 2-0 surgiu aos 6′, por Marta Ferreira, que desviou ao primeiro poste o cruzamento de Ana Borges, após boa combinação com Andreia Jacinto, que contemporizou e soltou no momento certo, com passe de rutura a rasgar defesa contrária. Dois minutos depois, após livre de Ana Borges, Raquel Fernandes desviou de cabeça e voltou a faturar – ainda esboçou o gesto de levantar a camisola, como fez nos festejos dos últimos dois golos, mas emendou o gesto e celebrou de nova forma, no que foi imitada pelas companheiras: tapou os ouvidos.

Aos 19′ Joana Marchão, armou um disparo do meio da rua, depois de receber de Raquel Fernandes e tirar uma adversária do caminho, colocando a bola “na gaveta”. Mais um grande golo de pé esquerdo!

As ocasiões de golo iam-se sucedendo, como aconteceu com Raquel Fernandes, aos 38′ e 39, que “à boca” da baliza não conseguiu a melhor emenda às solicitações de Ana Borges. “Cansada” de servir as companheiras e vê-las a esbanjar oportunidades, foi a própria dona da camisola 9 verde e branca a arrancar da direita aos 42′, combinar precisamente com Raquel Fernandes e receber já na área: ainda viu Diana Oliveira negar-lhe o golo, num primeiro momento, mas não perdoou na recarga.

Festejou e saiu. Ana Borges foi rendida logo aos 42′ por Carolina Mendes que viu, aos 45′, Diana Oliveira negar-lhe o golo, após receber no peito e rematar, com uma grande defesa. Aos 45’+1′, foi Tatiana Pinto, também na recarga, como no 5-0, a bisar e fazer o sexto, após Alícia dar em Carolina Mendes e esta servir a 11 – novamente a marcar de pé esquerdo.

Aos 53′, deu-se o sétimo, depois de Raquel Fernandes tocar de calcanhar para Fátima Pinto tirar da direita o cruzamento para Carolina Mendes surgir livre de marcação, num excelente movimento, a cabecear para o sétimo. O resultado ficaria sentenciado aos 76′: grande passe de Fátima Pinto, Marta Ferreira cruzou de primeira para a entrada de cabeça de Inês Gonçalves, que chegou do extremo contrário para faturar.

O Sporting prossegue como única equipa invicta da prova e deu provas de grande vitalidade: é segundo, com menos um jogo, e com a liderança isolada ao alcance, regularizado o calendário.

(Conferir todas a incidências do jogo aqui)

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

AD Pastéis festeja título de campeão

Na reedição da final do ano passado, a AD Pastéis venceu o Sótão por 3-2 e ergueu o troféu de campeão nacional de futebol...

Recordes, recordes e mais recordes

Esta época, o futebol feminino bateu muitos e importantes recordes. A época começou com um novo acordo entre a UEFA e a DAZN para transmissão...

“Em união e garra ninguém nos vence”

A Seleção Nacional de futebol de praia terminou a primeira etapa da Liga Europeia com registo de duas vitórias (Chéquia e Itália) e uma...

Traídas nos penáltis

A Seleção Nacional de futsal feminina perdeu com a Espanha no desempate por penáltis a final do Europeu, em Gondomar, após a igualdade registada...

Fofó não sobe à I divisão

Decisão já expectável, o Futebol Benfica não vai participar na próxima edição da Liga BPI. Apesar de ter ganho a final do play-off, diante...

Subida do Fofó decidida na secretaria

O golo de Melany Fortes, que valeu a vitória do Futebol Benfica diante do Ouriense (1-0), pode nada valer. Na final, que decidia a...