Por decisão governamental, apenas as ligas profissionais mantiveram os jogos este fim de semana e no que respeita ao campeonato feminino, foi tomada uma posição conjunta, entre todas as capitãs de equipa da Liga BPI e capitães dos emblemas que militam no Campeonato de Portugal.

“Estamos e estivemos sempre na linha da frente, perante qualquer sintoma, perante qualquer dúvida ou anormalidade, somos os primeiros a denunciar. Fruto disso são os vários jogos já adiados, para não se acarretar qualquer risco e a mensagem aqui torna-se clara: é possível jogar, jogamos. Não é possível, não o realizamos. Por nós e pelo próximo. É por essa razão que não compreendemos a decisão da paragem dos Campeonatos este fim de semana. Se sentíssemos que não era possível seríamos os primeiros a assumir. Não será essa a via de propagação da pandemia, pois as regras estão a ser cumpridas, seguimos sãos e com o afastamento recomendado. Ambicionamos continuar a jogar, bem como receber o que nos é devido sobretudo nestes tempos árduos”, pode ler-se num comunicado dirigido ao Secretário de Estado e ministra da Saúde Marta Temido.

Liga BPI: jogadoras de todos os clubes marcam posição

“A saúde mental de todos os cidadãos também se releva fundamental para o equilíbrio da sociedade, pelo que restringir o desporto não será solução”, lê-se.

Deixe um comentário!