“Num play-off não há favoritos, é como se fosse uma final”

Cláudia Neto, capitã da Seleção Nacional, perspetivou primeiro embate com a Rússia

A capitão de Portugal, Cláudia Neto, foi a jogadora escolhida pela FPF para antecipar esta quarta-feira o primeiro embate que Portugal trava com a Rússia, a partir das 18h30 de sexta-feira, no Restelo, com segundo duelo marcado para dia 13, em Moscovo. “Num play-off não há favoritos, tudo pode acontecer. Independentemente da superioridade teórica que a Rússia possa ter, as duas equipas partem ao mesmo nível para a eliminatória, com uma percentagem de 50/50 para cada lado. Se chegaram até aqui foi por mérito. As duas equipas vão lutar para ganhar”, perspetivou a camisola 7 da Seleção Nacional feminina.

Avaliando a equipa que Portugal terá pela frente para chegar ao Euro 2022, que se disputará em Inglaterra, a centrocampista da Fiorentina considera que se trata de “uma seleção forte e experiente, com bons valores e ideias de jogo consolidadas, e que não desiste das jogadas”. “É uma equipa que participou várias vezes nas fases finais de Europeu e Mundiais e todas as jogadoras jogam no campeonato russo, a maioria na mesma equipa [Lokomotiv Moscovo]”, apontou.

“Sinto que o grupo está bem e a trabalhar na direção certa”, prosseguiu a capitã portuguesa. “Estamos muito unidas e focadas no objetivo de ir outra vez ao Europeu. Fizemos um apuramento na fase de grupos excelente e temos qualidade para chegar a Inglaterra. Merecemos estar no próximo Europeu”, enfatizou Cláudia Neto, que rematou: “É dar tudo, entrar fortes desde o primeiro minuto e encarar o jogo como se fosse uma final.”

Deixe um comentário!

spot_img
Últimas NOTÍCIAS