A dois dias de um embate que pode ser decisivo na caminhada de Portugal para o Europeu feminino de futebol que se realiza em 2022 em Inglaterra com a Escócia (tem mais um ponto que os nove com que contam as britânicas) Carolina Mendes deu voz à ambição da equipa comandada por Francisco Neto. A avançada do Sporting que marcou o primeiro golo de Portugal em fases finais do Campeonato da Europa, precisamente frente às escocesas (2-1), em 2017, não espera facilidades no jogo agendado para as 19h45 de sexta-feira, no Restelo.

“Na altura do Euro, éramos estreantes. Acabámos por mostrar muito valor no Europeu e as equipas olham agora de maneira diferente para nós. Ganhámos o respeito das outras seleções”, comentou Carolina Mendes, para passar a perspetivar o próximo embate: “Vai ser um jogo muito difícil, frente a um adversário direto na luta pela qualificação, mas está ao nosso alcance. Os jogos com adversários diretos são decisivos. Estamos cientes das dificuldades, mas apesar de não haver público, é sempre um jogo em casa e queremos aproveitar essa vantagem. Vamos entrar para somar os três pontos.”

A atacante que completa 33 anos no dia do jogo traçou o comparativo entre as duas seleções. “A Escócia tem sempre seleções muito físicas, muito possantes. É muito diferente da seleção portuguesa, que tem jogadoras mais técnicas e mais pequenas. Seja como for, passaram três anos desde o nosso último encontro e as seleções têm jogadoras novas, além de novos modelos de jogo”, observou a jogadora que enfatizou o profissionalismo das portuguesas: “Somos todas profissionais, cada uma sabe o que fazer. Estamos todas concentradas e a puxar para o mesmo lado, todas juntas. Só pode ser esse o caminho para conseguirmos vencer a Escócia.”

Deixe um comentário!