Patrícia deixa no ar uma sensação de medalha

Com um salto que a deixou a apenas um centímetro do recorde nacional que lhe pertence, Patrícia Mamona qualificou-se para a final do triplo salto nos Europeus de pista coberta em atletismo como uma clara candidata às medalhas

Dia após dia vão continuando a chegar as boas notícias para Portugal nos Campeonatos Europeus de pista coberta em atletismo, a realizar na Polónia. Depois da histórica conquista para a lançadora Auriol Dongmo, foi desta feita a vez de uma lançadora brilhar com as cores nacionais: Patrícia Mamona qualificou-se para a final do triplo salto, na qual promete ter uma palavra a dizer na luta pelas medalhas pela propriedade com que se qualificou para o derradeiro concurso que coroará a nova campeã europeia na disciplina do triplo salto em pista coberta.

A saltadora, confessou-se até “surpreendida” no final pela facilidade com que se apurou e de facto não fez por menos, dado ter sido figura de proa nas qualificações com um excelente salto de 14,43 metros, marca que se coloca a apenas um centímetro do recorde nacional…que pertence à própria Patrícia Mamona e que parece agora em claro risco de ‘cair’.

Saltadora encontra-se entre as candidatas às medalhas numa final que gera expectativa

Não apenas no panorama nacional este salto da atleta natural de Arroios, Lisboa, se reveste de contornos importantes: a mesma marca corresponde, a nível internacional, à segunda melhor marca europeia do ano, apenas atrás daquela que, ao que tudo indica, será a sua principal na luta pelo mais alto lugar do pódio, Paraskeví Papahrístou, da Grécia, que hoje também se qualificou – como de resto era esperado – para a final, tendo apenas necessitado de um salto, inferior ao da portuguesa, a 14,39 metros, para reservar lugar na decisão.

Assim, a expectativa cresce sobre as possibilidades de Patrícia Mamona, lusa com ascendência angolana, em juntar novo ouro ao pecúlio português depois da conquista de Dongmo, numa final da disciplina de triplo salto que, recorde-se, terá lugar este domingo a partir das 16h20 minutos portuguesas.

Imagem: Federação Portuguesa de Atletismo

Deixe um comentário!

spot_img
Últimas NOTÍCIAS

Escalões A e B do Torreense seguem a mesma estrada

Bem integrado no crescimento sustentado do futebol feminino em Portugal que se tem construído, como é necessário, a partir das bases, o Torreense pretende...

Filipa leva ao tapete com a esquerda

Foi na raça, sem desistir, que Filipa Morais recolheu um alívio da defesa do Damaiense e, indiferente à pressão das adversárias, disparou de pé...

À segunda, Catarina espera segurar a manutenção

Desde o primeiro dia de treinos na temporada, muita coisa mudou para o Gil Vicente, que não conseguiu evitar uma 1ª fase abaixo das...

O futuro a acontecer no futebol feminino

Esta época tem sido especial para aquela que é a principal competição europeia de clubes: a Liga dos Campeões feminina.  A eliminação do Lyon nos quartos de final, frente ao PSG, começou a desenhar...

Águila dá asas ao feminino na Colômbia

Na Europa, a cerveja ‘Águila’ será provavelmente conhecida por aquilo que é o seu produto: uma cerveja. Já na Colômbia, a marca é encarada...

Tatiana aconselha-se no campeão europeu

Serão poucas as jogadoras que poderão gabar-se de ter a respetiva carreira monitorizada e acompanhada pelo clube campeão europeu e menos ainda as que...