Apurada virtualmente para os Jogos Olímpicos, Rochele Nunes (+ 78 kg), medalhada de bronze no Europeu, em novembro, conquistou a medalha de prata no Grand Slam de Telavive. Trata-se do melhor desempenho da atleta nacional nesta competição, pois nunca tinha ido além do bronze, mesmo quando competia com as cores do Brasil.

A abrir, a judoca do Benfica venceu a cazaque Kamila Berlikash, na sequência de três penalizações à adversária, seguindo-se o triunfo sobre a alemã Jasmin Grabowski por ippon, a vantagem máxima. Na semifinal, Rochele ultrapassou a brasileira Maria Suelen Altheman, número 3 mundial, depois de marcar um waza-ari e de ver posteriormente averbada desqualificação da adversária (hansoku-make), que já tinha dois castigos.

No derradeiro combate, a judoca de 31 anos teve pela frente Romane Dicko, francesa, 10.ª do ranking mundial, atual campeã europeia e cedeu em 25 segundos, face à projeção sofrida e posterior imobilização da rival (Osae-komi-waza).

Foto: EJU

Deixe um comentário!