Saída de Joana adensa preocupações na canoagem

O Benfica comunicou a saída da canoísta olímpica Joana Vasconcelos, o que suscitou a preocupação do presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix, relativamente à preparação dos atletas portugueses para os Jogos Olímpicos, que se irão realizar este verão

Se antes a situação já não era famosa no que diz respeito aos apoios, altamente insuficientes tendo em conta o extraordinário rendimento alcançado pelos atletas portugueses na canoagem, a pandemia veio piorar ainda mais o percurso dos principais praticantes da modalidade, tendo na véspera o Benfica confirmado a saída da canoísta olímpica Joana Vasconcelos depois de esta não ter aceitado renovar contrato com o Benfica numa proposta que implicava uma redução de 40% no que respeita ao valor a auferir. Uma situação que, para cúmulo, não é virgem em Portugal nos tempos mais recentes, o que motivou uma reação do presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, Vítor Félix, que fez saber a sua posição de que deveria ser o próprio Estado a “garantir o futuro” aos atletas de alta competição, nomeadamente aqueles que constituem a federação a que preside. “Em Itália e Espanha há abertura por parte do Estado para que a maior parte dos atletas em projetos olímpicos sejam incluídos em forças militares, como a polícia e exército, com um conforto através do vencimento,” contou.

Saída de Joana Vasconcelos causou preocupação no presidente da federação de canoagem

Quando acabam a carreira desportiva têm outra à espera, seja militar ou na polícia“, assim revelou o método levado a cabo em outros países europeus e que nunca antes foi repercutido em Portugal, uma situação que o dirigente máximo da FPC lamenta. “Não veria com maus olhos o Estado português enveredar por uma situação destas”, acrescentou, até porque existem vários casos de sucesso entre os países que implementaram esta medida como a “bem-sucedida equipa de canoagem da República Checa”, cuja ligação profissional é feita com a polícia nacional checa.

É lamentável o que se está a passar. Primeiro o Sporting a terminar com o projeto olímpico da canoagem e agora este desinvestimento que já se saberia que podia acontecer no Benfica… Esses cortes foram um fator comum a outras modalidades do projeto olímpico do Benfica”, avançou, com postura crítica, o presidente da federação de canoagem que reconhece que neste momento se encontra “preocupado com a tranquilidade na preparação de atletas em ano tão importante como o dos Jogos Olímpicos quando já foram defraudados com o seu adiamento”, o que pode prejudicar o próprio projeto olímpico nacional.

Recorde-se que ainda em setembro último Joana Vasconcelos garantiu duas medalhas para Portugal na última Taça do Mundo de Velocidade: ouro na final da competição de K1 500 metros apenas dias depois de ter arrecadado bronze na prova de K1 200 metros, o que a torna uma das grandes candidatas a obter medalhas para Portugal nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a disputar este verão. Até lá, a canoísta terá a preocupação adicional de resolver a vida profissional sem nunca descurar uma preparação que, como é sabido, é bastante minuciosa.

Imagem: Luís Fráguas/Federação Portuguesa de Canoagem

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

AD Pastéis festeja título de campeão

Na reedição da final do ano passado, a AD Pastéis venceu o Sótão por 3-2 e ergueu o troféu de campeão nacional de futebol...

Recordes, recordes e mais recordes

Esta época, o futebol feminino bateu muitos e importantes recordes. A época começou com um novo acordo entre a UEFA e a DAZN para transmissão...

“Em união e garra ninguém nos vence”

A Seleção Nacional de futebol de praia terminou a primeira etapa da Liga Europeia com registo de duas vitórias (Chéquia e Itália) e uma...

Traídas nos penáltis

A Seleção Nacional de futsal feminina perdeu com a Espanha no desempate por penáltis a final do Europeu, em Gondomar, após a igualdade registada...

Fofó não sobe à I divisão

Decisão já expectável, o Futebol Benfica não vai participar na próxima edição da Liga BPI. Apesar de ter ganho a final do play-off, diante...

Subida do Fofó decidida na secretaria

O golo de Melany Fortes, que valeu a vitória do Futebol Benfica diante do Ouriense (1-0), pode nada valer. Na final, que decidia a...