No jogo de cartaz da primeira jornada da segunda fase da Liga BPI, em que se discute o título nacional, Sporting e Famalicão dividiram pontos (2-2). A equipa orientada por João Marques chegou ao intervalo a vencer por 2-0 com golos de Maurine e Vitória Almeida, mas na etapa complementar, a capitã leonina, Nevena Damjanovic bisou e evitou a derrota das verdes e brancas.

A jogar em casa, as leoas evidenciaram dificuldades face a um adversário que entrou melhor e chegou cedo ao golo. Após canto de Gabi, Maurine aplicou um sensacional remate de fora da área e bateu Inês Pereira. Estavam decorridos oito minutos em Alcochete e a reação das verdes e brancas chegou por Nevena Damjanovic. De livre direto, a central sérvia acertou na trave da baliza à guarda de Rute Costa.

Na tentativa de igualar, Carolina Mendes teve um remate perigoso aos 20′, ao qual respondeu Vitória no lance seguinte, errando o alvo.

Mais fortes, no corredor esquerdo, o Famalicão teve em Mylena uma seta e aos 39′, a árbitra Tatiana Martins entendeu que a atacante brasileira foi derrubada em falta por Bruna Costa dentro da área, assinalando um penálti muito contestado pelas leoas que entendiam que o derrube teria sido efetuado fora da área. Sem tremer, da marca dos 11 metros, Vitória ampliou para 2-0.

Tatiana Pinto, Nevena Damjanovic e Ana Borges protestam com a árbitra Tatiana Martins, pela grande penalidade assinalada. Foto: Filipe Amorim / Lado F

A segunda metade começou com uma jogada monumental de Mylena, que entrou em dribles sucessivos e na cara de Inês Pereira não conseguiu faturar.

De livre direto, Nevena reduziu num golaço de pé esquerdo, lance em que é especialista (58′) e já com o Famalicão reduzido a dez, por expulsão da capitã Gabi aos 60′, ação que mereceu contestação das famalicenses, a internacional sérvia bisou.

A juíza apitou penálti, por considerar que Gi carregou Amanda Pérez em falta e Nevena estabeleceu a igualdade aos 63′.

Com grande capacidade física, o Famalicão reajustou as suas unidades, conseguiu ser uma equipa compacta e que não deixou de atacar, pese o Sporting tenha tido maior circulação de bola até final, procurando criar perigo. Aos 90’+3′, outra vez por Nevena, podia ter sido operada a reviravolta. A defesa teve espaço e aplicou a meia distância, mas o tiro saiu por cima.

Ambas as equipas permanecem invictas na liga – totalizavam triunfos – num encontro em que as ex-leoas Mariana Azevedo e Solange Carvalhas regressaram a Alcochete.

O selecionador nacional Francisco Neto presenciou a partida ao vivo, sendo que as leoas entraram em campo com uma camisola de apoio a Wibke Meister, lateral que se lesionou na partida com o Marítimo, a 3 de janeiro.

  • em atualização

Deixe um comentário!