Tatiana aconselha-se no campeão europeu

Serão poucas as jogadoras que poderão gabar-se de ter a respetiva carreira monitorizada e acompanhada pelo clube campeão europeu e menos ainda as que têm nacionalidade portuguesa. É esse o caso de Tatiana Santos, de apenas 16 anos, que recentemente deu a conhecer que se encontra a treinar na Academia do todo-poderoso Olympique Lyonnais, que tem dominado o panorama europeu de clubes e ainda ostenta o estatuto de detentor da Liga dos Campeões – será destronada esta temporada por Barcelona ou Chelsea, qualificadas para a final da presente edição.

“Sou portuguesa, tenho cartão de cidadão português. Internacional portuguesa, mas a FIFA proibiu-me de jogar em Portugal. Estava em Portugal, no Benfica, desde janeiro de 2020, em julho passei para o Sporting, porque o Benfica não conseguiu inscrever-me na FIFA. No meu caso, era uma transferência internacional de uma menor, com o Sporting apresentámos todos os papéis para obter a autorização da FIFA, mas a FIFA recusou o pedido dizendo que os clubes devem ter uma Academia feminina igual aos rapazes para se poder fazer transferência internacional de uma menor,” relatou a lusodescendente.

Tatiana revela o périplo que viveu durante um ano em Portugal, onde tentou por diversas formas permanecer. No entanto, sem resultados práticos: “Depois de Benfica e Sporting (seis meses em cada equipa) também passei um mês (de dezembro de 2020 até janeiro de 2021) no Estoril Praia, nas seniores que disputam a Liga BPI. Estavam prontos para me dar contrato profissional para eu jogar com eles, mas foi necessário pedir outra vez autorização à FIFA e a FIFA já tinha negado o Sporting…” “Não consegui ser inscrita em nenhum clube, mas todos queriam ficar comigo”, conta.

2020 todo em Portugal, mas a FIFA não permitiu a sua inscrição

“A mister Filipa Patão do Benfica, a mister Mariana Cabral do Sporting e o mister das seniores do Estoril Praia (NDR: José Gonçalo Nunes), todos queriam contar comigo. Antes, jogava num clube profissional da Ligue1 Arkema, o Fleury FC 91. Mas tinham de ter Academia feminina, que é igual a ter uma certidão FIFA de nível 5, nem todos os clubes têm uma Academia. Há o Lyon e talvez o PSG… proibir uma portuguesa de jogar em Portugal! Só aos 18 anos posso jogar aí, agora no futebol tudo se passa muito rápido…”, confiou, antes de revelar a sua situação atual: “O Lyon já me conhecia antes de eu ir para ao Benfica e convidou-me a treinar com eles.”

Depois de um ano de indefinição, a situação desta promessa portuguesa, que passou praticamente toda a sua vida em França, pode estar resolvida. “Eles vão aconselhar-me no meu percurso e na minha carreira,” anuncia. Ainda assim, vincou uma mensagem de deceção por ter visto, de forma consecutiva, as suas pretensões negadas. “Passei mais de um ano em Portugal sem poder jogar… Também perdi um ano de escola por causa desta história da FIFA, mesmo com a ajuda da Sra Mónica Jorge e da FPF não foi possível alterar a decisão da FIFA. Foi mesmo uma vergonha…”, desabafa, triste com o sucedido.

Agora, prepara-se para um passo importante ao ficar associada ao Lyon. A perspetiva, conta Tatiana, passa por ficar no clube e assinar… mas não para já. “Quando o Lyon soube o que aconteceu em Portugal é que voltei para França, convidaram-me a vir treinar com eles. Havia a oportunidade para ficar lá mesmo no Lyon, mas o facto de não ter jogado em competição oficial desde outubro de 2019 fez com que eles preferissem, por enquanto, confiar-me a um clube profissional parceiro deles, para eu poder voltar à competição e eles continuarem a seguir-me lá e recuperarem-me mais tarde, se Deus quiser.”

“É muito, muito difícil ter acesso ao Lyon. Eles recebem poucas jogadoras assim, preferem ir ver no campo a jogar, mas eles já me conheciam de antes… Eles vão aconselhar-me e acompanhar o meu desenvolvimento num clube afiliado”, revela, pelo que será assim que disputará a próxima época, ainda que o destino em concreto não seja ainda conhecido. “O Lyon tem vários clubes parceiros profissionais. Agora depende do que eu vou decidir, do projeto que me apresentem. Vai ser um clube profissional e parceiro do Lyon, mas ainda é um pouco cedo para responder ainda,” explica a jovem lusa.

Tatiana Santos insistiu por um ano jogar em Portugal, a FIFA não deixou: agora, está no Lyon (Foto: Tatiana Santos/arquivo pessoal)

Regresso às Seleções Nacionais assim que volte a ser inscrita num clube

Tatiana sorri e indica que pode haver várias propostas, sendo certo que ficará ligada, ainda que indiretamente, ao Lyon, visto apenas cumprir 18 anos ao fim da próxima temporada, 2021/2022, dado ter nascido no dia 12 de agosto de 2004. Começou aos 12 anos a jogar no Fleury, antes foi praticante de ginástica, desde os 3, e entretanto foi chamada a treinar ao serviço de Portugal e das suas seleções jovens. “Estudei a maior parte do tempo em França. Só fiz um ano de escola em Portugal e só consegui jogar com as sub-15 há dois anos”, lembra Tatiana.

“Depois apareceu o período de covid-19. Também cheguei à seleção lesionada, lesionei-me 15 dias antes. Estava muito feliz e não quis dizer nada ao Professor José Paisana, agora ele sabe da história. Sabe que depois fui para o Benfica e etc… e agora está a espera de que eu volte a ser inscrita num clube oficial para poder ser uma jogadora selecionável, porque sem clube era difícil para ele chamar-me,” reconhece a jovem ainda em idade juvenil que num futuro próximo se pode assumir como mais uma opção de ataque para as seleções nacionais jovens.

É na frente de ataque que Tatiana se pretende fixar no futuro. “Jogo a número 9, sou atacante. Gosto de marcar golos e de dar golos a marcar também. Também posso jogar a número 7, extremo direita, e muitas vezes preferi jogar com rapazes, é mais rápido e mais físico. Já joguei uma temporada em França com rapazes em campeonato, quando era sub-15. E marcava golos,” lembra a jovem portuguesa, filha de emigrantes em França, confiante sobre o patamar a que poderá vir a chegar no futuro.

Deixe um comentário!

spot_img
Últimas NOTÍCIAS

Golos fora deixam de contar na UEFA

A UEFA anunciou hoje a decisão de abolir a regra dos golos fora nas competições europeias de futebol para desempatar eliminatórias, já a partir...

Joana Martins renova com Sporting

Médio de 20 anos no clube leonino desde 2016, Joana Martins prolongou a sua ligação ao Sporting. A jogadora não escondeu a sua satisfação...

Beatriz Pinto acerta renovação com o Atlético

O Atlético acertou a renovação de Beatriz Pinto, avançada de 20 anos que marcou 12 golos em 13 jogos na época passada e parte...

Filipa Patão convoca futuras craques a juntarem-se à formação das campeãs

O Benfica vai realizar treinos de captação nos próximos dias 27 de junho e 3 de julho e a treinadora das campeãs nacionais, Filipa...

Barça com mais uma goleada

O acerto de calendário do Barcelona cumpriu-se com mais uma goleada. Desta vez, no regresso a casa, as catalãs, que esta época conquistaram a...

Joana Marchão lê Saramago aos mais jovens

Inserida no Projeto Craques da Leitura, criado pelo Plano Nacional de Leitura (PNL2027), a que a FPF se associou, desafiando alguns craques das suas...