Um ano nos EUA e regresso a casa para Matilde

Na véspera de iniciar uma equilibrada eliminatória com o CAB Madeira no play-off pelo título da Liga Skoiy, Matilde Cordeiro mostrou-se confiante sobre as possibilidades do Quinta dos Lombos, clube que apenas deixou por um ano para jogar nos EUA

Nas modalidades de pavilhão em que participa – futsal masculino e feminino e basquetebol feminino, todos eles com camadas de formação devidamente escalonadas – o Quinta dos Lombos cimenta, desde há muito, uma cultura de mística de clube que leva a que em cada plantel exista pelo menos um elemento com longa passagem pela casa e no plantel que disputa a Liga Skoiy feminina essa jogadora é claramente Matilde Cordeiro, que leva quase dois terços da sua vida a jogar pelo clube de Carcavelos, que apenas deixou durante um ano para realizar o sonho de estudar e jogar nos EUA.

“Agora devo ser das jogadoras mais antigas no plantel, estou há por volta de 12 anos no clube,” revelou a base, que apenas conta 19 anos de idade e iniciou a carreira no clube que atualmente representa, num percurso apenas interrompido por uma época em que, explica a jogadora, “estive nos EUA. Tive a ajuda dos meus pais a nível financeiro porque tive de ser eu a pagar para fazer o programa AFS, fiz lá um ano” ainda quando frequentava o ensino secundário (o 11º ano) a estudar na Wauwatosa East High School, em Milwaukee, Wisconsin. Depois, Matilde regressou a casa, pessoalmente e desportivamente falando.

Base do Quinta dos Lombos prevê uma eliminatória equilibrada perante o CAB Madeira

A base regressou ao Quinta dos Lombos e continua a representar o clube na presente temporada na qual acredita que a equipa poderá chegar longe nos play-offs do campeonato. “Penso que sim, estamos a ir bem. Estamos agora a começar os play-offs, estamos a treinar muito bem e ainda podemos chegar longe. Acho que estamos a ir num bom caminho e temos tudo para dar certo,” considerou a jovem basquetebolista, na véspera de visitar a Madeira onde o CAB Madeira esperará o Lombos para uma disputa que se espera equilibrada.

Por curiosidade de calendário, as duas equipas defrontaram-se na penúltima jornada da fase regular e a proximidade classificativa e pontual entre ambas – Lombos foi terceiro, CAB foi sexto, com apenas dois pontos de diferença – a indiciar uma eliminatória a decidir-se ao pormenor. Uma ideia que é também partilhada por Matilde Cordeiro: “elas são muito boas e tiveram agora também tempo para descansar, mas se fizermos o nosso trabalho temos grandes hipóteses de passar ao próximo nível, elas são muito boas, ambas as equipas o são e vai ser um jogo bem renhido,” anteviu a jovem atleta.

“Vamos ver ganha,” atirou, com confiança no trabalho desenvolvido, a número 10 do Quinta dos Lombos, sobre o primeiro encontro de três possíveis entre os dois conjuntos no espaço de apenas uma semana, que terá lugar este domingo pelas 16 horas em território insular.

Deixe um comentário!

spot_img
Últimas NOTÍCIAS