Um longo percurso do Benfica a beneficiar o futebol português

Finalizou esta quarta-feira, o longo caminho percorrido pelo Benfica na Liga dos Campeões Feminina 2021/2022.

Não terminou da melhor forma. Uma derrota por 4 – 0 contra a 4ª classificada do ranking da UEFA, o poderoso Bayern de Munique. Muitos erros concederam um avolumar do marcador desde cedo. As muitas situações criadas pela equipa da casa poderiam ter dilatado, ainda mais, o resultado final. Felizmente para o Benfica, isso não verificou, porque seria uma penalização demasiado forte, face ao empenho e entrega que a equipa de Filipa Patão, colocou em campo. Faz parte do crescimento natural de uma equipa jovem nas competições europeias, em contraste com experiência e mais valias dos seus adversários nesta fase de grupos. Registe-se, no entanto, alguns momentos de bom futebol praticado pela equipa portuguesa neste jogo e alguma inconsistência na normal organização defensiva e ofensiva benfiquista, comparativamente com outros jogos.

O mais importante para o Benfica e para Portugal, não é o jogo contra o Bayern, mas sim o longo percurso percorrido, bem como a respetiva subida no ranking da equipa e do país. Da época anterior para esta, a equipa lisboeta subiu 34 posições, da 70ª para a 36ª posição, o que se traduz em termos de coeficiente das equipas femininas por país, de uma subida de 6 posições, da 23ª para a 17ª. Este contributo vai beneficiar as equipas portuguesas nas edições futuras desta Liga dos Campeões Feminina (LCF), ao nível do pote onde vão estar inseridas, nos sorteios das várias fases.

Fazendo uma retrospetiva por toda a campanha do Benfica na Liga dos Campeões deste ano, podemos dizer que foi um enorme êxito. Nunca uma equipa feminina portuguesa tinha chegado tão longe e desta forma feito história no futebol feminino em Portugal. Na edição anterior, numa estrutura competitiva diferente relativamente a este ano, a campeã portuguesa tinha sido eliminada nos 16 avos de final, contra o Chelsea (equipa que perderia a final para o Barcelona), realizando no total 4 jogos. Nesta época da LCF, que começou a jogar-se a 18 de agosto, a equipa portuguesa fez no total 10 jogos, encontrando pela frente equipas de renome no futebol feminino. Por exemplo, adversários como o Twente dos Países Baixos (37º ranking), o Lyon da França (1º ranking), o Bayern Munique da Alemanha (4º ranking) e o Hacken da Suécia (27º ranking) obrigaram a equipa da Luz a evoluir perante desafios de enorme dificuldade e complexidade.

De um trajeto ímpar no futebol feminino em Portugal, saliento positivamente o empate contra o Bayern de Munique no Benfica Campus e a vitória na Suécia contra o Hacken. No reverso da medalha, a derrota contra o Hacken em casa, foi um dos momentos menos bons e que terá ficado, certamente, na retina como um resultado, que sem dúvida poderia ter sido melhor.

No final, fica para a posteridade a excelente imagem que o Benfica, as suas jogadoras e a sua equipa técnica deixaram, numa Liga dos Campeões Feminina extremamente exigente e competitiva. O elevado nível competitivo apresentado pela equipa do Benfica, confirmou a crescente qualidade da liga portuguesa de futebol feminino (Liga BPI), dos clubes, jogadoras e estruturas técnicas que nela participam.

(Foto: UEFA)

Pedro Sampaio
Treinador

1 COMENTÁRIO

Deixe um comentário!

Últimas NOTÍCIAS

Sisi deixa Famalicão e segue até à China

O Famalicão anunciou este sábado que perdeu Sisi. A jogadora que fez 12 jogos e marcou cinco golos pelas famalicenses desde o início da...

Duelo em repetição na Taça

Tem lugar este domingo, a partir das 13h00, novo duelo entre Benfica e Torreense, que se defrontaram sábado passado com triunfo das águias (0-2)...

Houve golaço de “Carocha” na estreia de Raquel Fernandes

A Taça de Portugal de futebol feminino avança para a terceira eliminatória, mas na passada quarta-feira disputou-se o duelo em atraso entre as equipas...

Eis algumas das protagonistas em foco

Concluída a segunda ronda da Liga BPI, com o Benfica-Braga disputado dia 19, aqui fica, mais uma vez, a escolha do Onze da Jornada,...

Ana Borges prolonga vínculo com o Sporting

Ana Borges, jogadora do Sporting, renovou o contrato com o emblema de Alvalade. A internacional portuguesa de 31 anos, que faz todo o corredor direito,...

Jéssica Silva oficial no Benfica até 2025: “Está a haver uma festa no Céu”

Depois dos percalços que levaram ao adiamento da sua apresentação na Luz, Jéssica Silva acabou mesmo por ser apresentada hoje como reforço do Benfica...